sábado, 30 de janeiro de 2010

O Twitter é um manicômio virtual...


Quando conheci o twitter achei um barato!
Ficava horas trocando pensamentos, informações e até fazendo perguntas pessoais para todo mundo.
Segui famosos e achei que estava abafando quando recebi RT do Marcelo Tas, do William Bonner e da Ivete Sangalo...
Mas o tempo foi passando e o número de followers crescendo...
Surgiram os links para aumentar seguidores sem esforço, ou seja, sem demonstrar nenhum conteúdo!
Comecei uma cruzada contra aquela invasão!
E o twitter crescendo na razão inversa da qualidade.
Quanto mais seguidores menos relacionamento e intimidade!
Confesso que desisti e hoje uso o twitter com outros objetivos...
Dos meus mais de 5.000 seguidores, conheço de verdade e tenho afinidade com uns dez!
Quando entro no Twitter, tenho a impressão de estar em um corredor de manicômio!
Todos falam mas ninguém ouve ou se importa, pois quer é falar também...
Foi navegando pelo youtube que encontrei dois vídeos que mostram bem claramente a nóia em que está se transformando o twitter!
Assista, você vai gostar!
O primeiro:






O outro:









Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

sábado, 23 de janeiro de 2010

EUA "ocupa" o Haiti novamente ou é só ajuda humanitária?


No dia 12 de janeiro, um terremoto de magnitude 7 devastou o país mais pobre das Américas e colocou o mundo todo em alerta. Nos dois primeiros dias após o tremor, as doações anunciadas ao Haiti correspondiam a mais de um terço de seu orçamento anual, e muito mais foi dado e prometido depois. Além de dinheiro, muitos países enviaram equipes de resgate, mantimentos e soldados.


O Brasil, que antes do terremoto já liderava o braço militar da Força da ONU para Estabilização do Haiti (Minustah, na sigla em francês), mantém 1.300 militares no país. O governo também enviou aviões com mantimentos e equipes de bombeiros. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, pediu ao Congresso autorização para dobrar o efetivo brasileiro no país.


Mas algo de pôdre começou a pairar no ar, além do mal cheiro das ruas de Porto Príncipe, na terça-feira.
Centenas de haitianos presenciaram 7 dias após a tragédia, entre reações de resignação ou revolta, à impressionante aterrissagem de vários helicópteros das tropas americanas no Palácio Presidencial, num ato considerado por muitos como uma perda da soberania.




"Isso é uma ocupação. O Palácio do país representa nosso poder, é o nosso rosto, nosso orgulho", critica Feodor Desanges.

"Não os vi distribuindo comida no centro da cidade, onde as pessoas precisam urgentemente de água, alimentos e medicamentos. Isso mais parece uma ocupação", protesta Wilson Guillaume, estudante haitiano de 25 anos.

Uma hora depois de chegar, um grande grupo de soldados partiu na direção do hospital geral da capital, para iniciar as operações de segurança.


Ao passar, foram recebidos por uma mistura de gritos de "bem-vindos" e "obrigado" por "voltem pra casa" e "não nos ocupem".

Para Herold Line, professor haitiano, o problema não é os Estados Unidos ocuparem o palácio presidencial e sim se começarem a estender a ocupação pela cidade.

"O que importa é que nos ajudem a reconstruir o Estado e as instituições públicas, que são inexistentes", explica.

A história dos EUA com o Haiti já é antiga!

O Pentágono jogou com todo o simbolismo firmemente plantado no imaginário popular dos haitianos.
Em 15 de outubro de 1994, no mesmo local, outros Black Hawk idênticos trouxeram de volta, como a um messias, o ex-presidente Jean Bertrand Aristide para recolocá-lo na cadeira presidencial (tutelado pelos EUA), depois de ele ter sido afastado por militares da velha guarda militar duvalierista em um golpe de Estado, ao qual Washington tampouco esteve alheio. Aristide, na época, era quase uma divindade.

O que aconteceu depois com seu governo é outro assunto.

A chegada dos soldados procurou ser transmitida como o desembarque dos mocinhos, que vieram para salvar o Haiti. No fundo, o que eles fazem no Haiti é ocupar, assumir, controlar. O histórico de intervenção norte-americana no país gera desconfianças sobre seus interesses na tal "ajuda humanitária" e até quando pretendem ficar no país.







Como as forças americanas não são submetidas ao comando das Nações Unidas, criou-se um desgaste entre as forças americanas e militares dos diversos países que atuam no Haiti - que acusam os EUA de novamente "ocuparem" o Haiti e tumultuarem operações complexas, como o resgate de vítimas.

No mesmo dia do desmbarque cinematográfico, durante a megaoperação de resgate de 80 vítimas soterradas sob os escombros do Hotel Montana, que envolveu quase 150 homens de nove países, o comandante-geral do Exército chileno, general Ricardo Toro, desabafou com a equipe brasileira. "Os americanos não dão mais palpites aqui e acabou-se a confusão. Quem manda aqui sou eu", disse o chileno.

Os EUA afirmam que a principal missão dos soldados é humanitária, para participar e ajudar a proteger a enorme operação internacional de ajuda às vítimas do terremoto. No entanto, comandantes americanos também têm dito que estão preparados para impor a segurança na capital, caso necessário.

A irritação disfarçada da ONU


Oficialmente, panos quentes. Nos bastidores, uma guerra. A operação americana no Haiti tem causado desconforto ONU e a entidade é agora obrigada a declarar que o país ainda é "um Estado soberano". Quase 70% do orçamento da ONU para o Haiti vêm de Washington e é a bandeira americana que está hasteada no aeroporto de Porto Príncipe.

Um dia antes, o ministro da Cooperação do presidente Nicolas Sarkozy, Alain Joyandet, protestou na ONU e exigiu que os EUA esclarecessem seu papel no Haiti. "Precisamos ajudar o Haiti, não ocupá-lo", disse. A forma de trabalhar dos americanos irritou, já que estão atuando como se estivessem em um local em guerra.

A ação mais criticada foi a decisão americana de lançar alimentos de helicópteros em algumas regiões, como se o desembarque fosse perigoso. Para a ONU, a imagem que isso passa é a de que a ajuda internacional não tem coragem de ir ao encontro das vítimas.



"Os americanos não estão no Haiti, mas agem com a presunção de que conhecem muito o país", diz um oficial brasileiro, que pede para não ser identificado. "Pedimos a eles, por exemplo, que não realizem operações humanitárias jogando comida de helicópteros porque isso só cria violência e estresse entre a população de desabrigados", completa.

Segundo ele, a maneira correta é organizar distribuições por terra com esquema de segurança, usando mulheres para distribuir os alimentos porque, no Haiti, a figura feminina é respeitada como símbolo materno.

Posando para a mídia


"A insistente tentativa das equipes dos EUA de funcionar como comando em todas as operações é extremamente desgastante. Poucas missões ocorrem sem bate-bocas. E o que é pior: em operações de resgate de sobreviventes, eles insistem em assumir na hora da retirada da pessoa, para que a mídia possa flagrar o momento", conta um militar do México.


Da parte do governo haitiano, se é que se pode dizer que há governo no Haiti,  a ordem dada foi a de que todo os seus diplomatas pelo mundo insistissem que o governo existe e não há conflito diante da presença militar americana. "Muita gente falou que o governo desapareceu. Não é verdade", afirmou o embaixador do Haiti na ONU, Jean Claude Pierre.

Sobre a bandeira americana que tremula no aeroporto da capital, Pierre tem uma explicação. "Isso foi um acordo entre nosso governo e os americanos. Não temos Exército e precisamos de soldados", disse.

Aeroporto Controlado

Além dessa presepada cinematográfica que os estadunidenses adoram, desde domingo (17), o representante dos Estados Unidos no Haiti, o ex-presidente Bill Clinton, ordenou que o aeroporto fosse evacuado, só permitindo a presença de militares e de funcionários estadunidenses. A justificativa foi a manutenção da ordem.


A prioridade no aeroporto, desde então, passou a ser o embarque dos estadunidenses que vivem no Haiti. Eles representam a maior comunidade estrangeira no país. São 45 mil pessoas, e grande parte delas quer deixar o país.

Quinta-feira (21), jornalistas e representantes de organizações de ajuda humanitária e equipes de salvamento que ocupavam uma ampla ala entre as pistas de aterrissagem e a sede provisória da Minustah foram desalojados, enquanto a fila de haitianos e de pessoas de outras nacionalidades que pretendiam sair do país dava várias voltas na entrada do aeroporto.

Louis Billy era um dos haitianos que estavam na fila à espera do embarque. O destino era o que parecia menos importar a ele. “Quero sair daqui, preciso trabalhar para sustentar a minha família, que agora é só esta menina aqui”, mostrava ele. Billy disse que sua mulher morreu no terremoto e que perdeu sua casa

“Quero ir, não importa para onde. Não há mais o que fazer no Haiti”, disse outra haitiana, Évise Evariste, que está desempregada.

Os dois, certamente, ainda estão em solo haitiano.
Quinta-feira (21), a polícia federal norte-americana só permitia o embarque de seus nacionais com passaporte. Uma haitiana com o visto de permanência nos Estados Unidos, o Green Card, não pôde nem entrar no aeroporto. Foi barrada pela polícia norte-americana já na entrada do Toussaint Louverture, nome que homenageia o líder negro herói da independência do país.

Apenas um voo comercial continua operando desde o aeroporto. É uma aeronave da American Airlines que mantém uma linha diária com Miami.

Eu particularmente, sou de opinião que em uma situação como a que vive o Haiti, qualquer ajuda é bem-vinda! Porém diante do histórico dos EUA com o Haiti e outras nações não posso deixar de sentir um arrepio diante das possibilidades.
Se somarmos a tudo isso a forma arrogante como os americanos vem agindo, sem respeito pelas autoridades já presentes no país, como a ONU e a Missão de Paz dirigida pelo Brasil, posso até errar, mas a Águia do Imperialismo Americano está vendo na possibilidade de ocupação do Haiti, razões que só Deus sabe!

                                Montagem com fotos de crianças do Iraque


Já assisti a este filme antes!




Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

PMDF, muito dinheiro e pouco preparo!



Em 6 de novembro do ano passado, diante de uma plateia de policiais militares e bombeiros, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou uma lei que estabelecia o novo plano de carreira para a Polícia Militar do Distrito Federal.

O policial militar (PM) de Brasília já tinha a melhor remuneração do país. Agora, na capital, o PM em início de carreira ganha, líquido, R$ 4.000,00. Em Estados como Alagoas, Pernambuco e Rio de Janeiro o salário inicial não chega a R$ 900,00.

Uma disparidade que gerou protestos até na câmara:

"...Vejam o quadro comparativo do absurdo que vemos neste país: um soldado da Polícia Militar de Brasília ganha mais do que um tenente da Marinha Brasileira; um capitão da Polícia Militar de Brasília ganha 2 vezes mais do que ganha um capitão das Forças Armadas Brasileiras; o salário de coronel das Forças Armadas chega a 9.700 reais e o do coronel da Polícia Militar de Brasília, a 17.500 reais, ou seja, um coronel da Polícia Militar de Brasília ganha quase 2 vezes mais do que ganha um general de 4 estrelas das Forças Armadas... e notem que a Polícia Militar de Brasília é uma força auxiliar."
(Deputado Miguel Martini, síntese do discurso em plenário)

Até aí é briga por salário, e não é minha intenção entrar nesta seara polêmica!

A questão que me intriga é que os Policiais Militares do DF, se defendem e afirmam que ganham mais de forma justa, pois são melhores preparados e que os critérios para serem admitidos são mais rígidos que nas Forças Armadas.
No entanto, na hora da verdade, quando têm que saber lidar com o cidadão e seu direito de se expressar,  o que vemos é abuso em cima de abuso!

Há um mês postamos um artigo sobre a violência demonstrada em uma manifestação justa contra o mensalão do DEM e o ladrão do governador Arruda, flagrado recebendo descaradamente propina!






Hoje fomos surpreendidos novamente com a forma como estudantes foram tratados pela "bem preparada e remunerada" PMDF, em mais uma manifestação legítima em frente a Câmara local!






Será que esses vídeos demonstram todo esse preparo ou o que podemos ver é um abuso total de autoridade e uma total falta de respeito para com o cidadão?

Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

O lado obscuro do Orkut!



É quase impossível encontrar na face da terra alguém que já não tenha  pelo menos ouvido falar sobre o Orkut!

A palavra Orkut vem do nome Orkut Büyükkökten, um engenheiro de software, nascido na Turquia, que desenvolveu a rede social orkut como um projeto independente enquanto estudava na Universidade de Stanford, e mais tarde também enquanto trabalhava no Google.

Criado oficialmente em 24 de janeiro de 2004, o Orkut teve como alvo  alvo inicial os Estados Unidos, mas a maioria dos usuários são do Brasil e da Índia.

O Brasil tem a maior rede do mundo dentro do Orkut. Estima-se mais de 23 milhões de usuários.

Originalmente a sede do orkut era na Califórnia, mas em agosto de 2008, a Google anunciou que o orkut seria operado no Brasil pelo Google Brasil. Isso foi decidido devido a grande quantidade de usuários brasileiros e o crescimento dos assuntos legais. Que levaram até a criação de uma CPI e a obrigação da Google de fornecer informações sobre usuários que usavam o Orkut como ponto de partida para crimes de todos os tipos, de intolerância religiosa a pedofilia!

A grande maioria dos usuários do Orkut flutuava na superfície de uma guerra que já durava anos, trocando cartões, recados e palavras de incentivo, discutindo assuntos importantes ou até irrelevantes... Mas o que acontecia no lado negro dessa rede aparentemente inocente e sem muitas pretensões?

Logo no início do Orkut, como usuário comum, comecei a me deparar com perfis suspeitos, e comunidades que davam nojo. Racistas, desrespeitosas, que faziam apologia ao crime, a intolerância religiosa, a pedofilia e a prática de violência contra animais e minorias!

Logo descobri que era possível denunciar essas comunidades e que algumas pessoas de bem, se reuniam com perfis fakes (falsos) para em comunidades de "justiceiros"  caçar e denunciar os perfis e as comunidades criminosas ao próprio Orkut.

Mas era tudo muito amador, desorganizado e dependia da vontade do Google que mantinha o Orkut numa espécie de limbo, onde as leis do país onde se estava não tinham poder sobre o Orkut.

Aos poucos, a essa batalha travada entre os "fakes do bem" e os "criminosos" juntou-se um terceiro grupo, formado por falsos revolucionários, sem nenhuma ideologia e que se escondiam em perfis fakes, para junto com os verdadeiros pedófilos, racistas e doentes, atacarem a todos.

Os usuários "Offs", como eram chamados os que desconheciam esse lado negro do Orkut, permaneciam enviando suas mensagens inocentes e ignorando a imundície que rolava nos bastidores.

Perfis eram roubados, pessoas honestas difamadas, quando um "justiceiro" era descoberto toda a sua família e amigos tinham seus perfis clonados e chegavam a ser ameaçadas de morte!

Foi quando o Ministério público e a Polícia Federal, através da SAFERNET, disponibilizaram um site onde era possível denunciar os crimes que a coisa começou a ficar mais séria!

Os "justiceiros" se organizaram em comunidades gigantescas que protegiam seus membros e denunciavam sem parar.


Surgiram lendas dos dois lados da briga, hackers ajudavam tanto um lado quanto o outro.

lembro-me de uma época que sentia medo ao entrar no Orkut! Não sabia o que esperar!

Com o aumento das denúncias, o Ministério Público e a Polícia federal, começaram a investigar as mesmas e descobriram que na sua grande maioria elas tinham fundamento.

Começaram a pipocar decisões do Judiciário que obrigavam  o Google a fornecer os IPs, endereços eletrônicos dos criadores de perfis ou comunidades que fossem de encontro as leis do Brasil. Pedófilos foram presos, alguns criadores de perfis que difamavam pessoas inocentes obrigados a pagar indenizações, mas a grande vitória dos "justiceiros" só aconteceu em 9 de abril de 2008 quando a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia aprovou requerimento de seu presidente, senador Magno Malta (PR-ES), para que o Google do Brasil acabasse com o sigilo de 3.261 álbuns privados hospedados em seu site de relacionamento Orkut. Esses álbuns estavam sob a suspeita de conterem material pornográfico (fotos, principalmente) retratando crianças e adolescentes.


Diante da decisão, o presidente do Google no Brasil, Alexandre Hohagen, reconheceu os problemas perante a comissão, o diretor acenou para uma mudança de postura da empresa e assumiu o compromisso de adotar, até junho daquele ano, medidas para facilitar a identificação de pedófilos que utilizam o Orkut.

Mas a guerra não acabou.

Das cinzas de toda essa sujeira nasceu da mente doentia de um homem de presença, ambicioso, metódico, que não mede esforços para chegar à seus objetivos, conhecido como "Evil", a Suprema Ordem dos Homens de Bem, que se auto-denomina "uma sociedade distinta, na qual homens e mulheres cultuam a liberdade, a intelectualidade e a soberania, combatendo a ignorância, a corrupção e a alienação em todas as suas manifestações."

Não vou perder meu tempo fazendo propaganda desse lixo. Mas vou deixar aqui o título e o endereço de algumas comunidades criadas por essa "Ordem".
Julguem vocês mesmos os meios que estão sendo utilizados para "combater a ignorância, a corrupção, e a alienação em todas as suas manifestações", conforme seus estatutos!

- Jesus devia ter apanhado mais!
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=247
23.144 membros

- Festa da Gripe Suína H1N1.
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=11199677
8.735 membros

- Tenho Horror a Emo e Emocore.
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=10482395
28.035 membros

- Haiti, estamos torcendo para chegar a 1 milhão de mortos.
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=7500945
Excluída ontem após denúncia do nosso blog!

Comunidades já excluídas:

- “A Mulher é Inferior ao Homem”
- “Gatos + Gasolina = Fogueira”
- “Clube de Caça aos Koalas” 
- “Animais eu Mato na Facada 1 e 2”,
- "Mato Crianças para Macumba"
- "Negro=Merda"
- "Churrascão da TAM em Congonhas" - (Referência ao maior desastre aéreo brasileiro - 2007 Aeroporto de Congonhas)
- "Ferruccio Devia Ter Apanhado +" - (Ferruccio foi um homossexual agredido brutalmente em Niterói/RJ)
- "Santa Catarina Water Park" - (Referência a maior tragédia de todos os tempos em Santa Catarina - 2008)

Eu tenho consciência que estou colocando minha existência na WEB em risco. Os "Homens de bem" possuem hackers a seu serviço que podem acabar com meu vestígio na rede em horas.

Mas cansei de ver histórias mal contadas desses vermes.
Cansei de vê-los criarem comunidade após comunidade, e permanecerem nas sombras, tripudiando em cima do sofrimento alheio, desrespeitando leis e princípios éticos, religiões e religiosos, raças e minorias, com a desculpa de acabarem com uma alienação que só existe na cabeça desses "revolucionáros modernos", que agem na contra-mão dos verdadeiros revolucionários, que davam a cara a tapa, arriscavam suas vidas por liberdade e igualdade, sem usar o sofrimento ou a limitação de quem quer que fosse, buscando com princípios e ética a concretização de suas ideologias!



"Se você treme de indignação perante uma injustiça no mundo, então somos companheiros.
Acima de tudo procurem sentir no mais profundo de vocês qualquer injustiça cometida contra qualquer pessoa em qualquer parte do mundo. É a mais bela qualidade de um revolucionário.
DEVO DIZER, CORRENDO O RISCO DE PARECER RIDÍCULO, QUE O VERDADEIRO REVOLUCIONÁRIO É MOVIDO POR UM GRANDE SENTIMENTO DE AMOR."
(Chê Guevara)




OBS: Após este artigo todas as comunidades citadas foram mudadas e migraram para outros links que ainda estou procurando!


Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

É um absurdo, denuncie por favor!


Em meio a tanta comoção,
Existem criaturas, que com toda a certeza não pertencem a nossa classe de seres humanos, que criam comunidades como esta!
Denuncie, por favor!

O link da comunidade é este!
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=7500945

Aproveite e dê uma olhada nas outras comunidades criada por estas bestas!
Se quiser denunciar a Safernet, o link é este!
http://www.safernet.org.br/site/

Não fique parado:
É na omissão dos bons que o mal prolifera!
Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

"DIMENOR"




 





Ontem meu telefone tocou por volta das 2 da madrugada.
Era um amigo policial militar me avisando que acabara de ocorrer um homicídio.
Me levantei ainda meio tonto, me vesti e resolvi ir caminhando até o local, já que não era tão longe da minha casa.
No caminho encontrei o pessoal da perícia da polícia civil que também se dirigia para o "incidente". Isso mesmo que você leu, tanto para policiais como para jornalistas ou foto-jornalistas, um assassinato é só mais um incidente dentro da rotina de  nossas vidas.
O perito,  velho conhecido, um simpático e bonachão vovô de alguma feliz criança, me perguntou se estava indo para o mesmo lugar e se estivesse se poderia fazer as fotos também para a perícia, já que a gloriosa Policia Civil do Rio de Janeiro dispunha apenas de  uma câmera Sony Mavica, aquelas que ainda armazenam as fotos em disquete...
Lógico que concordei.

Já no local, um aglomerado de pessoas ( juro que não entendo essa curiosidade mórbida e doentia típica do ser humano), e apenas uma senhorinha ajoelhada junto a um corpo coberto por jornais,  muito sangue, cochichos e nenhum choro!!
Fiz as fotos jornalísticas e da perícia, bem diferentes em sua essência e finalidade.
Ao retirar o jornal e virar o corpo reconheci de imediato, Wanderlan!?
Um velho conhecido da minha lente. 16 anos, 38 passagens pela polícia!
Começou com pequenos furtos e acabou como começou, subitamente numa noite como outra qualquer. Nunca passou um dia sequer preso!
Muitos culpavam a mãe por ter criado mal seu filho.
Mas como explicar seus dois irmãos, criados pela mesma mãe, honestos e trabalhadores?
Ela estava lá, ajoelhada e realmente não chorava pelo filho morto.
Eu olhando pra ela entendi o porque...
Aquela cena era apenas o final de uma triste novela vivida por uma impotente mulher que na realidade já tinha perdido aquele filho há muito tempo para o crime.

Perguntei aos policiais sobre o ocorrido. Apenas barulho de motos e quatro tiros disparados à queima roupa!

No caminho de volta, tentava em minha cabeça desvendar o ocorrido. Tentei  imaginar suspeitos, mas quando alguém chega ao ponto que o Wanderlan chegou, fica difícil apontar só uma pessoa.
Fui assaltado por lembranças de outros incidentes já vivenciados no meu dia a dia:

Um garoto de 16 anos que num sábado de verão,  puxou uma pistola e em plena Praia de São Francisco, em Niterói/RJ, executou um PM com mais de 15 anos de serviço, dentro da cabine policial com quatro tiros no peito e diante da multidão que presenciou o crime, jogou a pistola no chão e começou a gritar "Sou Dimenor!!"

Me lembrei dos soldados do tráfico com quem topei acompanhando a polícia em suas incursões no morros do Rio. Nove entre dez, menores com sangue no olho, cruéis e portando a mais poderosa arma que existe, a certeza da impunidade!.

E aí comecei a achar os culpados...

Um Código Penal arcaico;
Um Estatuto da Criança e do Adolescente criado por políticos demagogos e sem conhecimento de causa,  que garante a inimputabilidade desses menores, mesmo diante de crimes bárbaros e ao mesmo tempo lhes garante direito de voto...

Seria cômico, não fosse trágico...

Magistrados condescendentes, acomodados, presos a letra fria da lei, que nunca buscam a justiça mas o cumprimento de uma lei burra, decidindo do alto de suas consciências amortecidas que um bandido, não é bandido porque tem menos de dezoito anos.

Talvez se nosso "amigo" Wanderlan tivesse sido corrigido com severidade, se tivesse sido alvo da repreensão na medida certa no primeiro delito, eu não estivesse acordado as 3 da manhã, com a memória da minha câmera entupida de imagens de morte escrevendo este texto!

Não tenho mais suspeitos se me perguntarem quem matou o  "Dimenor" Wanderlan.
Respondo de estalo:

OS 3 PODERES...

Loucura?

Explico:
O Legislativo que criou as leis que protegem não só os menores, mas também os bandidos que dispõem de grana para bancar um bom advogado ou subornar maus profissionais;
O Executivo que sancionou essas mesmas leis e que não faz seu papel de cobrar uma postura digna dos legisladores.
E o Judiciário que descansa sobre papéis velhos e manchados de sangue, de uma lei que não busca justiça, mas impõe uma ordem totalmente insólita.

É... muitos assassinos ajudaram a puxar o gatilho que matou o nosso "Dimenor".

Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Quatro da matina...


São quatro da matina.
Neste mundo globalizado estou conectado com pessoas que acabaram de acordar, com algumas que já estão trabalhando e com  algumas que já estão voltando para suas casas, após mais um dia na batalha!
Olhei os Jornais, dei uma olhada em alguns blogs que me fazem bem para a alma, tentei digerir e encontrar algo de novidade, bonito, surpreendente pra escrever, mas não consegui!
Com exceção de um lindo texto que encontrei no blog da Marcinha, o resto era repetição!
Desde que começou este ano de 2010, um amontoado de notícias ruins desabaram sobre nossas cabeças com tamanha violência, que ficou difícil escrever algo diferente!
Entrei nesses agregadores de blogueiros pra ver o que rolava, e vi algumas notícias bombando! Todas sobre estreias de novos programas de TV ou fofocas sobre o BBB ou A Fazenda, CQC ou Marcelo Tas...
Sinceramente, o que este povo doido quer?
Hoje morreram 11 colegas meus no Haiti, na semana em que voltariam para o Brasil, após 6 meses de sacrifício para ganhar uma graninha da ONU, porque nosso salário aqui é de fome!
O pior é que morreram junto com centenas de milhares de miseráveis que aprenderam a amar, mas que pouco puderam ajudar, num país tão violentado como o Haiti!
Escrevi mais cedo sobre isso, mas acho que ninguém leu...
Não faz muito tempo era colaborador de um blog muito conhecido, e notei que meus textos mais lidos e comentados eram os que escrevia com menos esmero. Com mais pressa e que tratavam de assuntos fúteis, superficiais e sem nenhum potencial de fazer pensar! Dos outros colaboradores, o mais lido e comentado, era o mais fútil, ignorante e amargo de todos!
Na realidade acho que ninguém quer saber o que está acontecendo de verdade.
Estamos vivendo um "Resident Evil" onde a maioria contaminada pelo vírus da alienação, vaga como zumbi, esperando um bom cérebro que lhes diga sobre o que pensar!
E que seja simples e fútil, superficial e distante, para que não sejam levados a refletir sobre a sua condição!
Estou cansado!
Se alguém souber o que está acontecendo, se fui eu que enlouqueci ou me tornei rabugento, se o mundo tá muito doido, ou só os blogs que ensinam a fazer blogs ou falam de futilidades é que agradam. Me avisem...
Eu estou me sentindo em um corredor de hospício, onde todos querem falar e ninguém deseja entender!!

Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Brasileiros mortos no Haiti.


Atualizando as informações transmitidas nesta manhã, a propósito da tragédia ocorrida no Haiti, o Comando do Exército informa que o número de vítimas entre os militares brasileiros é o seguinte:
Foram confirmados os óbitos de 10 (dez) militares do BRABATT:
- 1º Tenente BRUNO RIBEIRO MÁRIO;
- 2º Sargento DAVI RAMOS DE LIMA;
- 2º Sargento LEONARDO DE CASTRO CARVALHO;
- Cabo DOUGLAS PEDROTTI NECKEL;
- Cabo WASHINGTON LUIS DE SOUZA SERAPHIN
- Soldado TIAGO ANAYA DETIMERMANI; e
- Soldado ANTONIO JOSÉ ANACLETO, todos do 5º Batalhão de Infantaria Leve, sediado em Lorena-SP.
- Cabo ARÍ DIRCEU FERNANDES JÚNIOR e Soldado KLEBER DA SILVA SANTOS; ambos do 2º Batalhão de Infantaria Leve, sediado em SANTOS-SP.
- Subtenente RANIEL BATISTA DE CAMARGOS, do 37º Batalhão de Infantaria Leve, sediado em Lins-SP.
Um militar da MINUSTAH:
- Coronel EMILIO CARLOS TORRES DOS SANTOS, do Gabinete do Comandante do Exército, sediado em Brasília-DF.
Além disso, encontram-se desaparecidos 04 (quatro) militares que estavam no Quartel da MINUSTAH (Hotel CRISTOPHER) e mais 03 (três) sob escombros, não localizados no Ponto Forte 22 (Casa Azul), próximo ao bairro Cite Soleil.
Há 07 (sete) feridos em atendimento no Hospital Argentino da MINUSTAH e 02 (dois) outros militares foram evacuados para a República Dominicana.

Além dos militares, foi confirmada a morte da coordenadora nacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns.



"A morte de Zilda Arns deixa milhões de órfãos no Brasil. Não só os integrantes de sua família, mas também os muitos filhos adotados por ela em seu trabalho na Pastoral da Criança e na Pastoral do Idoso", afirma o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, em nota à imprensa.
"Zilda Arns tornou-se sinônimo de doação em sua luta pelos mais carentes, em seu combate diuturno à mortalidade infantil e na busca pela melhoria da vida do povo."
Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

Terremoto no Haiti.


Um forte terremoto, de 7,3 graus de magnitude, sacudiu nesta terça-feira o Haiti, destruindo vários prédios em Porto Príncipe, incluindo o Palácio Nacional e a Catedral, informaram diversas fontes.
"O Palácio Nacional, os ministérios das Finanças, Trabalho, Comunicação e Cultura, o Palácio da Justiça e a Escola Normal Superior" caíram, disse um jornalista da TV Haitipal por telefone de Porto Príncipe.

O prédio do Parlamento e a Catedral de Porto Príncipe também desabaram, segundo a mesma fonte.

Outro jornalista revelou que as comunicações internas estão interrompidas.

Até o momento, o Ministério da Defesa, confirmou a morte de 4 militares brasileiros, pertencentes a missão de paz da ONU, que é militarmente dirigida pelo Brasil, criada em 2004 pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas para restaurar a ordem depois da violenta derrocada e saída do país do presidente Jean Bertrand Aristide.

O Haiti é um dos países mais pobres e violentos do mundo!








Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

domingo, 10 de janeiro de 2010

Alguém ainda se lembra do Iraque?



Parece que o mundo esqueceu o Iraque.

Os E.U.A e seus aliados Britânicos invadiram o Iraque em 20 de março de 2003, sem aprovação da ONU.

Sobre a invasão, o secretário geral das ONU naquela época Kufi Anan chegou a declarar que “de acordo com visão da Carta das Nações Unidas, a guerra foi "ilegal”.

Os motivos alegados pelo governo americano para invadir o Iraque eram:
1- Desmontar as armas de destruição em massa (WMD), que o Iraque supostamente possuía e que apresentava uma ameaça à paz mundial.
2- A acusação de que o ex-regime apoiava o terrorismo e Al-quaeda.
3- Libertar os iraquianos de um regime de ditadura e substituí-lo com um governo democrático.

Nenhuma alegação americana foi provada e nenhum objetivo proposto foi conquistado!
Durante a época do ex-regime do Saddam Hussein e antes de invasão, o Iraque nunca mostrou uma ameaça direita para os E.U.A. Mesmo não sendo um país (democrático), o Iraque era um dospaísess do Oriente Médio onde as mulheres tinham mais direitos em comparação com as demais naquela região.

Então qual a verdadeira motivação dessa invasão?

O Iraque tem três razões que fazem dele um dos países mais estratégicos do mundo:
1- O Iraque tem a segunda reserva mundial de petróleo.
2- O Iraque é localizado em um lugar estratégico. No leste faz fronteira com o Irã, ao norte
fronteira com a Turquia, a oeste fronteira com a Síria e Jordânia e ao sul com Arábia Saudita e Kuwait.
3- O Iraque de hoje, é a antiga Babilônia, com sua importância histórica sendo conhecida como uma das civilizações mais antigas da humanidade.

E.U.A. e Grã Bretanha chegaram ao Iraque levantando as bandeiras de liberdade e democracia.
Logo depois da invasão os E.U.A resolveram desmanchar o exercito Iraquiano.

Sem forças da policia e do exército, o cidadão, especialmente na capital iraquiana, Bagdá, começou enfrentar uma grande onda de crimes, conflitos armados de várias facções além da presença das forças armadas da invasão que circulavam pelas ruas das cidades. Os E.U.A falharam em controlar o país, o que provocou uma confusão e uma crise de segurança que dura até os dias de hoje. Com tudo isso, o papel, que os americanos queriam ter no Iraque como os libertadores, acabou rapidamente e para sempre.


Hoje, cerca de oito milhões iraquianos estão sem água, instalações médicas e sanitárias, comida e abrigo e necessitam de ajuda urgentemente.
As empresas públicas iraquianas foram privatizadas depois da invasão. A maior parte das empresas é americana. A marcha das tropas americanas antecipada pelo bombardeio apagou o serviço de telefonia. A rede telefônica foi destruída durante e depois da guerra. Hoje, a maioria dos telefones fixos no Iraque não funciona o que obrigou a população a usar telefones celulares. Dependendo do lugar, a energia elétrica não está disponível mais do que 2 horas por dia. A água potável também não é estável e muitas vezes está contaminada.
O combustível e a gasolina estão muito mais caros em comparação com a época anterior à invasão. O preço da gasolina que era super barato, acabou ficando cada vez mais caro. As filas dos carros para abastecer nas cidades se transformaram algo comum. Além disso, há também o perigo de ser vitima de um
carro bomba quando se está na fila.
A educação foi afetada também. As escolas não funcionam num ritmo regular e as faculdades e os alunos universitários são ameaçados regularmente. Muitos professores universitários foram assassinatos, seqüestrados.



Os números mostram que mais de 800,000 crianças estão fora da escola.Os postos de saúde e os hospitais também foram afetados.



As forças de invasão tanto americana quanto britânica se envolveram em vários escândalos no Iraque. As tropas que foram mandadas para o Iraque são forças de exército e não de polícia. Eles têm treinamento de batalha. A presença deles nas ruas das cidades não ajudou em suas tentativas de aproximar-se da população iraquiana.
Os crimes das tropas americanas no Iraque incluem:
1- Tortura nas prisões.
2- Execuções sem julgamentos
3- Detenção ilegal e a transferência dos presos fora do Iraque.
4- Aterrorizar os civis e revistá-los mesmo dentro das suas casas.
5- Não oferecer os serviços básicos de água – luz –tel. – remédios etc.
6- Destruir hospitais e postos de saúde e não respeitar as ambulâncias.



O futuro do Iraque é uma incógnita!
A democracia introduzida  é frágil. E sem a presença das tropas americanas, o Iraque pode acabar se transformando em mais uma terra sem lei, dominada por gangues de criminosos e paramilitares mercenários!



O novo presidente dos E.U.A, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, anunciou a retirada total das tropas para este ano!

E o que será dessa nação violentada, desrespeitada e vilipendiada por motivos que ninguém conseguiu explicar atá hoje!







Fonte.
Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

sábado, 9 de janeiro de 2010

É difícil amar...


Amar é fundamental, creio que todos pensam assim...
Mas amar muitas vezes te coloca em situações muito complicadas.
No ano que passou, meu filho mais novo, o Matheus, realizou um sonho meu ao entrar para o Colégio Militar!
Ótimo...
Mas foi aí que eu percebi que o amor muitas vezes nos coloca em situações insólitas.
Eu olhava para os olhinhos do Matheus brilhando diante do seu novo desafio, mas sempre esbarrava nos olhos do Júnior.
Olhos felizes pelo irmão e tristes por ser surdo.
Confesso que me tranquei no banheiro, liguei o chuveiro e chorei...
Chorei de alegria pelo Matheus, de tristeza pelo Júnior.
Sei que o Júnior é capaz de conseguir algo até melhor do que ser militar, mas não se trata disso...
Eu sentia o que ele estava sentindo...
E agradecia por um e chorava pelo outro.
Quanto mais se ama, mais se sofre!
Tem sempre um filho que fica de fora...
O sorriso é sempre banhado por uma lágrima...
Deus, como é difícil amar de verdade...
Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Desabafo de um médico!


Que estamos vivendo uma terrível crise no sistema de saúde em nosso país não é novidade para ninguém.
Aliás, a crise é geral!
Tenho a impressão que a única coisa que funciona e é organizado no Brasil, é o "crime organizado". Este vai de vento em popa!

Hoje recebi um e-mail de desabafo de um médico com mais de 20 anos de serviço, e gostaria de dividir com vocês.
Confesso que fiquei surpreso com algumas coisas...
Leiam com atenção, por favor, amanhã você pode estar nas mãos dele!


 "Médicos e Cabeleireiros:
 aos colegas e à população em geral.

           
- Como está agora?
- Bem melhor.
- Precisa cuidar direitinho. Tome
cuidado, ok?
- Pode deixar.
- Te vejo no mês que vem?
- Com certeza.
- Quer deixar marcado?
- Melhor não. Não quero prender seu horário. Depois eu ligo e marco com mais certeza.
- OK. Até lá!
- Até...
                 
Este foi meu último diálogo com um profissional que vejo quase todos os meses. Felizmente, não sofro de nenhuma doença crônica que precise de acompanhamento periódico. Nem tampouco sou hipocondríaco ou faço exames regulares com receio de algum mal maior.
Este foi apenas um fragmento de conversa com o profissional com quem corto o cabelo há mais de 10 anos.



Saindo do salão deixei um cheque no valor de R$ 40,00 referentes ao corte e mais 10% de gorjeta, como meu pai me ensinou: 'Filho, estes profissionais ficam bem mais motivados a trabalhar, se você demonstrar satisfação'.
           
Chegando ao consultório me deparo com uma situação constrangedora onde uma paciente recusava-se fornecer seu cartão do plano de saúde para ser feita a cobrança junto à seguradora, pois alegava que era retorno de consulta, onde ela apenas teria vindo para mostrar os exames que eu pedira há 2 meses atrás.

Para contornar a situação, acabei orientando que não fosse feita a cobrança e que a atenderia assim mesmo. Afinal, poderia dar a impressão que eu estaria sendo mercenário ou que minha atitude não era digna de um médico com mais de 20 anos de formado.

Ao deitar para dormir à noite, algo me inquietava e afugentava o sono. Eu pagara R$ 44,00 ao cabeleireiro e, no mesmo dia, tivera recusado pela paciente uma cobrança de R$34,00 referentes a uma consulta médica para avaliar alguns exames, que me orientariam na conduta frente a um diagnóstico de câncer e sua possibilidade de cura.
           
No mês seguinte, voltei ao salão para cortar o cabelo com um pouco menos de entusiasmo. Considerando o investimento em formação técnica e profissional, proporcionalmente, se eu recebo R$ 34,00 por uma consulta,deveria pagar não mais do que R$ 5,00 para cortar o cabelo.

Conversando com o Lúcio, ele me dizia que fizera um curso de 1 ano em escola de cabeleireiros, que vai anualmente a congressos para conhecer novas técnicas, novos produtos e se atualizar nos cortes da moda. Disse que tem que trabalhar até as 20 horas e também aos sábados. 

Realmente fiquei orgulhoso em saber que meu profissional é um sujeito atualizado. Novamente a inquietude me tomou de assalto e não pude deixar    de me comparar ao Lúcio. Certamente ele não tem curso superior. Nem tampouco        pós-graduação. No entanto, isto não o faz uma pessoa menor. Maneja muito bem a tesoura e a máquina e dá o que o cliente quer:  satisfação. Valoriza seu trabalho e investe na profissão.
          
Voltei a pensar em mim. Ele está certo. O que motiva então esta comparação entre um médico e um cabeleireiro?
Vejamos: ambos temos clientes. Os dele são mais fiéis do que os meus, pois os meus vieram até mim por intermédio do livrinho do convênio. Os dele são 100% particulares.
Nós dois cuidamos da saúde das pessoas, claro que ele cuida dos cabelos e eu do resto.
Vestimo-nos de branco impecavelmente. Manejamos a tesoura com habilidade. Está certo que as estruturas que eu corto, normalmente, sangram e doem, mas temos que ter certa habilidade para tanto. Em alguns momentos usamos luvas e máscaras, para nos proteger e até proteger o cliente.
Trabalhamos bastante.
Às vezes temos que atender em 15 minutos, mas normalmente damos conta do recado, neste período.
Precisamos de infra-estrutura como pias, cadeiras, telefone, secretária, agenda, café,  revistas, sala de espera, etc.
Pagamos impostos sobre o serviço realizado. E quantos...

E nossas diferenças?
Bem, fiz a faculdade em 6 anos, após muito estudo para enfrentar um dificílimo vestibular. Diploma em mãos, foi pra gaveta, pois nova prova era necessária para fazer uma especialidade, desta vez com funil ainda mais apertado. Mais 3 anos se foram. Aos meus 27 anos de idade, eu havia passado 1/3 deles na Santa Casa de São Paulo. Daí comecei a trabalhar como plantonista, diarista, funcionário e até professor, para finalmente montar meu próprio consultório.
Clientes particulares não existem para médicos pobres mortais da minha geração.
Devem estar sendo cuidados pelo IBAMA, para ver se se reproduzem em cativeiro.
O jeito é fazer alguns convênios, pois hoje ninguém que tenha algum recurso financeiro quer ser atendido pelo SUS. E, a julgar pelas moças bonitas e pelos homens de meia idade esbanjando saúde que aparecem nas propagandas, o plano de saúde deve ser uma maravilha.Descobriram a fonte da juventude!
           
Na outra ponta estamos nós, médicos de meia idade, recebendo valores que variam de R$ 18,00 a R$ 42,00 por consulta para decidir sobre a sua saúde, caro leitor. E não para por aí: se formos falar em cirurgias então, a coisa fica pior.

Você pode não saber, mas se o seu plano de saúde te dá direito a quarto coletivo (enfermaria) o médico que faz a sua cirurgia recebe metade do valor combinado. Você deve estar se perguntando porquê...
E nós também.


Alguns exemplos: uma cirurgia comum como a amigdalectomia paga entre R$ 60 e R$ 85,00 se for plano enfermaria e, pasme, o dobro disto, se for plano apartamento. Isto você não sabia quando fez o plano,   não é?
E por aí vai: apendicectomias, partos, hérnias, histerectomias, tireoidectomias pagam em torno de R$ 300 a R$ 450,00 no melhor plano.
 
E você achava que seu médico ganhava bem, né ?

E os Pediatras, Clínicos, Reumatologistas, Pneumologistas, Cardiologistas que não fazem cirurgias ? Ganham o quê ?
Consultas e apenas consultas...

Detalhe importante: cada vez que eu vou ao Lucio, eu pago. Se o paciente voltar em menos de 30 dias, o convênio não paga. Se vier uma ou dez vezes em um mês, o médico recebe apenas uma consulta.

E aquela paciente não quis me deixar cobrar uma nova consulta após dois meses, para ver seus exames. Duas consultas por R$ 34,00 sai em média R$ 17,00 cada uma, fora os impostos.
           
No salão do Lucio também tem manicure e pedicure. Mão e pé sai pela bagatela de R$ 30,00, mas eu não faço lá.



As mulheres gastam bem mais em seus cabelos com tinturas, escovas, banhos de óleo, chapinhas, etc e nada disso sai por menos do que..... uma consulta médica. Não que não devam fazer. Acho que devem se cuidar, se enfeitarem e serem vaidosas, com moderação. Apenas quero alertar para o conflito de valores. Nem vou comentar sobre preço de depilação sob pena de entrar em profunda depressão.
 
Outros serviços, como 'quick massage', tem se popularizado nos shoppings.
Meia hora por R$ 30,00. Sem impostos, recibos, notas fiscais, títulos de especialista, vigilância sanitária, conselho regional, associações de classe, sindicatos e convênios. E se voltar no dia seguinte, paga de novo. 

Enfim, existe o problema e muitos médicos têm vergonha de falar sobre isto. Alguns querem manter a pose de ricos e bem sucedidos, quando na verdade estão mesmo é falidos.

Eu deixei de atender convênios e parei de ter insônia por este motivo. Agora o motivo é outro: como vou fazer para pagar minhas contas, se todos os pacientes querem passar com o 'médico do convênio'?

P..S.:
aproveito para colocar também outra experiência: telefono para o cara que formata o equipamento da antena parabólica e pergunto quanto ele cobra para fazer o tal serviço.
Responde que cobra R$ 60,00. Eu lhe digo que informaram-me que era R$ 30,00. Ele ri e diz que por esse valor nem tira o carro da garagem.
Eu lhe digo que eu tinha acabado de fazer uma postectomia(cirurgia da fimose) e que o SUS me pagaria R$ 15,00. Ele ri mais ainda e diz:
- Então o Sr precisa deixar de ser médico.

E tem razão, ele.



Que diriam as pessoas do governo se lhe perguntassem se eles deixariam que seu filho fosse operado por um cirurgião que receberia tudo isso hein!?!?!?!"




Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Índios já previam tragédia em Angra.


Tente, eu não consegui...
Experimente ficar mais de cinco minutos em frente a sua televisão e não ouvir alguma "novidade" sobre a catástrofe em Angra dos Reis.
Mas será que tudo isso foi mesmo tão surpreendente e inesperado?

Após o descobrimento oficial da costa brasileira por Cabral, em 1500, a coroa portuguesa enviou ao Brasil uma esquadra composta por três navios, para mapear e desbravar o litoral do novo continente.
A esquadra comandada pelo navegador português Gonçalo Coelho entrou na baía da Ilha Grande no dia 6 de janeiro de 1502. Era dia de Reis e por esse motivo batizou-a Angra dos Reis.
Na época, a região era habitada pelos índios goianases chefiados pelo Cacique Cunhambebe.


Os indígenas já chamavam essa região de Itaorna, que significa "pedra podre".
Em Angra dos Reis até hoje, existe uma praia e um pico com o nome de Itaorna.
Ou seja, os primitivos habitantes da região já sabiam que não era seguro construir nada aos pés daquelas lindas "pedras podres".

Mas o tempo passou, e o homem branco com toda a sua ciência e ganância, invadiu literalmente regiões onde nem os índios se atreviam a habitar e plantaram pousadas e mansões com o aval do seu pseudo-conhecimento!

Mas a natureza não respeita diplomas, nem pára diante de qualquer contenção, por mais que ela esteja de acordo com os manuais de engenharia!


E as vítimas são jovens, seus pais, toda a nação que iniciou o ano sensibilizada com a tragédia, anunciada há mais de 500 anos pelos nossos antepassados indígenas.

Os únicos que não parecem sensibilizados são nossos políticos.
É só dar uma aprofundada no assunto e saber quem anda distribuindo o aval para construção de imóveis em encostas de Angra. 

Não dá pra entender!

Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Hino dos malditos parasitas do Brasil.


O deputado Leonardo Prudente (sem partido) retomou nesta quarta-feira (30) a presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal, de onde estava afastado desde o dia 1º de dezembro. Prudente se licenciou do cargo depois da divulgação de um vídeo em que aparece guardando no paletó e nas meias dinheiro recebido do ex-secretário de Relações Internacionais do DF, Durval Barbosa.

Fiquei chocado ao tomar conhecimento deste fato.

No ano de 2009 que se foi, fui testemunha histórica de tantos desmandos, tantas falcatruas, tanta falta de vergonha na cara...
Políticos, jornalistas, líderes religiosos, a sociedade como um todo, pareciam  não conseguir enxergar nada a sua frente a não ser o "vil metal".
O dinheiro achatou pincípios e igualou pessoas das mais diferentes orígens em um lamaçal de mediocridade e baixeza!
A impressão que tenho é que venderiam nossa pátria como venderiam suas mães, se as tivessem!
Hoje navegando pela web, encontrei um vídeo que sugiro, seja cantado por todos esses filhos de uma patria, que não é o Brasil.
Um hino de uma pátria vendida, patrocinada por grupos poderosos sob os quais sobrevivemos de teimosos que somos...
Este hino não é pra ofender a nação, nem tampouco para ser entoado pelos verdadeiros brasileiros, mas para ser decorado e cantado por esses parasitas da sociedade brasileira:




Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Baterista do Strike serve xixi para uma fã da sua banda!


Alguém já ouviu falar na banda Strike?
Eu, graças a Deus,  nunca tinha ouvido, até ver essa abominação!
O Baterista da referida banda, serve urina pra uma fã beber, sem que ela saiba!
Eu nem sei se cabe comentário...
Assista o vídeo e comente você!




Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

domingo, 3 de janeiro de 2010

Você gosta de vitela? Então veja como chega ao seu prato!


É bom que fique bem claro que não sou vegetariano.

Adoro um bom bife suculento.

Mas o dia que tomei conhecimento de como se consegue uma vitela, confesso, parei de sentir prazer ao comer essa porcaria...



BABY BEEF" OU VITELA, VOCÊ SABE O QUE É ISTO?


A carne de vitela, é muito apreciada por ser tenra, clara e macia.
O que pouca gente sabe é que o alimento vem de muito sofrimento do bezerro macho, que desde o primeiro dia de vida é afastado da mãe e trancado num compartimento sem espaço para se movimentar.
Esse procedimento é para que o filhote não crie músculos e a carne se mantenha macia. "Baby beef", é o termo que designa a carne de filhotes ainda não desmamados.



O mercado de vitelas nasceu como subproduto da indústria de laticínios que não aproveitava grande parte dos bezerros nascidos das vacas leiteiras.

Veja como é obtido esse "produto":
Assim que os filhotes nascem, são separados de suas mães, que permanecem por semanas mugindo por suas crias.
Após serem removidos, os filhotes são confinados em estábulos com dimensões reduzidíssimas onde permanecerão por meses em sistema de ganho de peso - alimentação que consiste de substituto do leite materno.

Um dos principais métodos de obtenção de carne branca e macia, além da imobilização total do animal para que não crie músculos, é a retirada do mineral ferro da sua alimentação tornando-o anêmico e fornecendo o mineral somente na quantidade necessária para que não morra até o abate.

A falta de ferro é tão sentida pelos animais, que nada no estábulo pode ser feito de metal ferruginoso, pois eles entram em desespero para lamber esse tipo de material.
Embora sejam animais com aversão natural à sujeira, a falta do mineral faz com que muitos comam seus próprios excrementos em busca de resíduos desse mineral.
Alguns produtores contornam esse problema colocando os filhotes sobre um ripado de madeira, onde os excrementos possam cair num piso de concreto ao qual os animais não tenham acesso.
A alimentação fornecida é líquida e altamente calórica, para que a maciez da carne seja mantida e os animais engordem rapidamente.

 Para que sejam forçados a comer o máximo possível, nenhuma outra fonte de líquido é  fornecida, fazendo com que comam mesmo quando têm apenas sede. 

Com o uso dessas técnicas, verificou-se que muitos filhotes entravam em desespero, criando úlceras pela sua agitação e descontrole no espaço reduzido. Uma solução foi encontrada pelos produtores: a ausência de luz; a manutenção dos animais em completa escuridão durante 22 horas do dia, acendendo-se a luz somente nos momentos de manutenção do estábulo.



No processo de confinamento, os filhotes ficam completamente imobilizados, podendo apenas mexer a cabeça para comer e agachar, sem poderem sequer se deitar. 

Os bezerros são abatidos com mais ou menos 4 meses de vida - de uma vida de reclusão e sofrimento, sem nunca terem conhecido a luz do sol.

E a maioria come e aprecia esse tipo de carne sem ter idéia de como é produzida.

A criação de vitelas é conhecida como um dos mais imorais e repulsivos mercados de animais no mundo todo.

Como não há no Brasil lei específica que proíba essa prática - como na Europa - o jeito conscientizar as pessoas sobre a questão.
Nossa arma é a informação.

Se souber o que está comendo, a sociedade que já não mais tolera violências, vai mudar seus hábitos. Podemos evitar todo esse sofrimento não comendo carne de vitela ou "baby beef" e repudiando os restaurantes que a servem.
O consumidor tem força e deve usar esse poder escolhendo produtos, serviços e empresas que não tragam embutido o sofrimento de animais inocentes.

Vai uma vitelinha aí  leitor?

(Fonte: Instituto Nina Rosa - Projetos por Amor à Vida)


Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Microfone "aberto" mostra o lado preconceituoso de Boris Casoy


O talentoso jornalista, último dos cinco filhos de imigrantes judeus russos que chegaram ao Brasil em 1928, adquiriu poliomielite ao completar um ano de vida, junto com sua irmã gêmea. Na época não existia vacina. A doença deixou seqüelas físicas, mas a marca maior foi a psicológica, gerada pela discriminação na infância.

E parece que ele infelizmente aprendeu também a discriminar!


Durante a apresentação do Jornal da Band  em 31 de dezembro de 2009, juntamente com Joelmir Betting, sem perceber que o microfone continuava ligado, Boris Casoy teceu comentários inaceitáveis acerca da dupla de garis que desejava a todos, inclusive aos dois, um feliz 2010.

Para completar, a colega dos dois âncoras da Band, Millena Machado, também não deixou de dar sua risadinha, que pode ser ouvida também.






Depois da besteira, com medo da repercussão, com "cara de mamãe quebrei o vaso", Boris pediu descupas pela sua baixeza!





Isso é uma vergonha!


Share/Bookmark
Não serão publicados comentários anônimos, nem ofensivos! Se quiser comentar, mostre sua cara, seja educado e coerente!!